Quarta, 19 DE setembro DE 2018 00:54:36

Bolsonaro é transferido para o Albert Einstein em São Paulo

Publicidade

Publicado em:

7 de
set

Autor:

Globo.com

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência, deixou em uma ambulância a Santa Casa de Juiz de Fora, na manhã desta sexta-feira, 7, para onde foi levado após ser esfaqueado na região do abdômen na tarde de ontem. Ele é levado para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. O deputado federal, que teve de receber transfusão de sangue durante a operação, está estável. Todos os à presidência repudiaram a violência. Até o momento, Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (REDE), Geraldo Alckmin (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) cancelaram suas atividades de campanha em solidariedade.


A doutora Eunice Dantas, diretora do hospital Santa Casa, informou aos jornalistas que dois medidos do Albert Einstein chagaram ainda ontem a Juiz de Fora. Bolsonaro foi acompanhado durante toda a noite e seu quadro foi considerado estável. Segundo a médica, ele teve uma boa evolução após a cirurgia, considerada delicada e com riscos de infecção. Diante da vontade da família de transferi-lo para São Paulo, a decisão foi tomada nas primeiras horas da manhã. Por volta de 8h da manhã o deputado estava sendo colocado na maca para, por volta de 8h20, a ambulância seguir em direção ao aeroporto da Serrinha. Dantas acredita que entre 7 e 10 dias ele pode ter alta hospitalar, mas que a recuperação total geralmente demora por volta de 2 a 3 meses, quando é retirada a colostomia.


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sem manifestou em nota: "A violência contra candidato e eleitores é violência contra a democracia, que exige convivência pacífica, direito de reunião e liberdade de expressão. As eleições devem ser livres e justas, para que a vontade popular seja exercida sem qualquer coerção, pelo que são inteiramente incompatíveis com atos de violência".


A Polícia Federal confirmou que um segundo homem foi preso sob suspeita de participação na tentativa de homicídio de Jair Bolsonaro. A prisão ocorreu na noite de ontem. O suspeito foi interrogado e acabou liberado na madrugada de hoje. Ele segue sendo investigado. Seu nome não foi divulgado, nem o teor de seu depoimento.




Equipe - Radar