Sexta, 21 DE setembro DE 2018 01:14:32

Eleição pode levar 1,5 milhão de eleitores as urnas em 10 estados

Publicidade

Publicado em:

3 de
jun

Autor:

Globo.com

Um milhão e 506 mil brasileiros de dez Estados vão às urnas neste domingo (3) para eleições suplementares convocadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Serão escolhidos os prefeitos de 20 cidades, além do governador do Estado de Tocantins. As novas eleições ocorrem em razão de decisões da Justiça Eleitoral que cassaram os mandatários ou recusaram seus registros de candidatura, o que os levou ao afastamento dos cargos.


A votação ocorre das 8h às 17h, no horário local. Para votar, basta comparecer ao local de votação com um documento oficial com foto, como carteira de identidade, identidade funcional, certificado de reservista, passaporte, carteira profissional ou habilitação para dirigir. Não é necessário apresentar o título de eleitor. A seção eleitoral pode ser pesquisada na página do TSE.


No caso do Tocantins, o TSE confirmou em março a cassação do então governador Marcelo Miranda (MDB), eleito em 2014, por abuso de poder político e econômico, além de arrecadação ilícita durante a campanha. O novo governador vai cumprir o mandato até o final deste ano. Nas eleições de outubro próximo, será eleito o chefe do executivo estadual para o período de 2019 a 2022.


Os cerca de 1 milhão de eleitores tocantinenses poderão escolher entre sete chapas de candidatos a governador e vice: Carlos Enrique Amastha (PSB) e Célio de Moura (PT); Kátia Abreu (PDT) e Marco Antonio (PSD); Marcos Costa (PRTB) e Jenilson Cirqueira (PRTB); Mário Avelar (PSol) e Melquesedec Aires (PSol); Márlon Jacinto Reis (Rede) e Edvan Silva (Rede); Mauro Carlesse (PHS) e Wanderlei Castro (PHS); além de Vicente de Oliveira (PR) e Divino Junior (PROS).


A campanha no Tocantins foi a primeira em nível estadual que seguiu as novas regras eleitorais, após o STF (Supremo Tribunal federal) proibir o financiamento de empresas, em 2015, e o Congresso aprovar a reforma eleitoral, no ano passado, que, entre outros pontos, criou um fundo público para campanhas, estabeleceu um teto de gastos e autorizou a captação de recursos por "crowdfunding" (“vaquinha virtual”).



Eleições municipais


Os três maiores municípios onde ocorrem eleições neste domingo são Teresópolis (RJ), com 126 mil eleitores, Ipatinga (MG), com 63 mil, e Vilhena (RO), com 58,7 mil. Todas as cidades escolherão o prefeito e vice em turno único. As demais localidades que vão às urnas são: Jeremoabo (BA), Pirapora do Bom Jesus, Bariri e Turmalina (SP), Umari, Tianguá, Frecheirinha e Santana do Cariri (CE), Bom Jesus (RS), Niquelândia (GO), Guanhães e Pocrane (MG), além de João Câmara, Pedro Avelino, São José do Campestre, Parazinho e Galinhos (RN).


O TSE informa que se os votos nulos forem superior à metade de todos os votos, uma nova eleição é marcada dentro do prazo de 20 a 40 dias. No próximo dia 24, eleitores de outros seis municípios também voltarão às urnas para escolher prefeitos e vice-prefeitos: Santa Luzia, Itanhomi e Timóteo (MG); Cabo Frio e Rio das Ostras (RJ); e Moju (PA).



Portal: Globo Expresso.Com